Neste post você vai aprender como alterar o brilho de um LED usando diferentes valores de resistores, usando a saída de 5V da plataforma Arduino como fonte de alimentação. Além disso, você irá aprender como programar um LED no Arduino para que ele fique piscando. No final desse post tem uma vídeo aula que gravei e está em nosso canal do Youtube onde mostro em mais detalhes como ligar LEDs no Arduino, a programação em tempo real explica em detalhe e a teoria por trás do funcionamento desse circuito com LEds e resistores.

LEDs

Os LEDs são ótimos indicadores luminosos. Eles consomem pouca energia e tem grande durabilidade.

Para esse experimento você usará, talvez, o mais comum de todos os LEDs, um LED vermelho de 5mm. 5Mm refere-se ao diâmetro do LED e, assim como 5mm, outros tamanhos comuns são 3mm e os divertidos 10mm LEDs.

Você não pode conectar diretamente um LED a uma bateria ou fonte de voltagem. Em primeiro lugar, porque o LED tem um positivo e um negativo e não acenderá se estiverem erradas e, segundo, um LED deve ser usado com um resistor para limitar a quantidade de corrente que flui através do LED.

Se você não usar um resistor com um LED, ele pode queimar quase que imediatamente, pois muita corrente irá fluir através do LED, aquecendo-o e destruindo a junção onde a luz é produzida.

Existem duas maneiras de saber qual é o polo positivo e qual é a negativo de um LED:

1º: O polo positivo do LED é o que tem o terminal mais longo;

2º: No terminal negativo, olhando dentro do invólucro do LED, é o que tem um plano chanfrado.     

Se acontecer de você ter um LED que tenha um lado plano ao lado do condutor maior, você deve assumir que o terminal mais longo é o positivo.

Entenda mais sobre LEDs neste post O que é um LED?

Resistor

Como o nome sugere, resistores resistem ao fluxo de eletricidade e quanto maior o valor do resistor, mais ele resiste e menos corrente elétrica fluirá através dele. Vamos usar isso para controlar a quantidade de eletricidade que flui através do LED e, portanto, como ele brilha intensamente.

A unidade de resistência é chamada de Ohm, que geralmente é encurtada para Ω a letra grega Omega. Como um Ohm é um valor baixo de resistência (ele não resiste muito), nós também damos os valores dos resistores em kΩ (1000 Ω) e MΩ (1000.000 Ω). Estes são chamados de kiloohms e mega-ohms.

Neste post, vamos usar quatro valores diferentes de resistor, 270Ω, 470Ω, 2.2kΩ e 10kΩ. Esses resistores são todos iguais, exceto pelo fato de terem listras coloridas diferentes neles. Essas listras informam o valor do resistor.

O código de cores do resistor funciona assim, para resistores como este com três listras coloridas e depois uma tarja dourada em uma extremidade.

Cada cor tem um número, veja a seguir:

  • Preto 0
  • Marrom 1
  • Vermelho 2
  • Laranja 3
  • Amarelo 4
  • Verde 5
  • Azul 6
  • Roxo 7
  • Cinza 8
  • Branco 9

Os dois primeiros listrados são os dois primeiros dígitos do valor, então vermelho, roxo significa 2, 7. A próxima faixa é o número de zeros que precisam vir após os dois primeiros dígitos, portanto, se a terceira faixa for marrom, está na fotografia acima, então haverá um zero e então o resistor é 270Ω.

Um resistor com listras marrom, preto, laranja é de 10 e três zeros de forma que 10.000 Ω em outras palavras, 10 kΩ.

Ao contrário dos LEDs, os resistores não têm uma derivação positiva e negativa. Eles podem estar conectados de qualquer maneira.

Montando o Circuito

Monte o circuito abaixo na protoboard, usando o resistor de 270Ω.

O Arduino possui uma saída de alimentação em 5 Volts, que usaremos para fornecer energia ao LED e ao resistor. Você não precisa fazer nada com o seu Arduino, exceto conectá-lo a um cabo USB.

Com o resistor de 270Ω conectado ao LED, ele acenderá com bastante brilho. Se você trocar o resistor de 270Ω pelo resistor de 470Ω, então o LED aparecerá menos brilhante. Com o resistor de 2,2 kΩ no lugar, o LED deve estar com brilho bem mais fraco. Finalmente, com o resistor de 10 kΩ no lugar, o LED ficará praticamente não terá nenhum brilho, parecendo que não está ligado. 

Movendo o Resistor

No momento, você tem 5V indo para um terminal do resistor, o outro terminal vai para o lado positivo do LED e o outro lado do LED vai para o GND. No entanto, se movermos o resistor para que ele apareça após o LED, conforme mostrado abaixo, o LED continuará aceso.

Note, você provavelmente vai querer colocar o resistor de 270Ω de volta no lugar.

Então, não importa qual lado do LED nós colocamos o resistor, contanto que ele esteja em algum lugar.

Programando LED

Com uma simples modificação na placa, poderíamos conectar o LED a um pino de saída do Arduino. Mova o fio de ponte vermelho do conector Arduino 5V para D13, conforme mostrado abaixo:

Agora carregue o esboço do exemplo ‘Blink’ visto no post Primeiros Passos com o Arduino . Você notará que tanto o LED ‘L’ embutido quanto o LED externo devem piscar.

/* Autor: Didan Junqueira Ribeiro – DJR TECH: ESCOLA MAKER

 * Projeto: LEDs com Arduino

 */

int led = 13;

void setup() // put your setup code here, to run once:

pinMode(led, OUTPUT);

}

void loop() { // put your main code here, to run repeatedly:

digitalWrite(led, HIGH);

delay(1000);

digitalWrite(led, LOW);

delay(1000);

}

Vamos tentar usar um pino diferente do Arduino – digamos, D7. Mova o jumper vermelho do pino D13 para o pino D7 e modifique a seguinte linha na parte superior do esboço:

int led = 13;

de modo que se leia:

int led = 7;

Carregue o programa modificado na sua placa Arduino e o LED ainda deve estar piscando, mas desta vez usando o pino D7.

Segue aqui o código LEDs.ino pronto para servir como gabarito e também o vídeo explicando o passo a passo:

 

Quem Somos!

Loja Virtual

Útimos Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *